Revista IstoÉ debocha do país ao eleger Michel Temer como "Brasileiro do Ano de 2016"

 

Revista IstoÉ debocha do país ao eleger Michel Temer como "Brasileiro do Ano de 2016" (Foto: outraspalavras.net)

  Realmente a mídia brasileira vem demonstrando cada vez mais que a imparcialidade, algo fundamental para um jornalismo decente, vem sendo deixada para trás.

  Nessa noite de terça (06) a revista IstoÉ, uma das mais influentes do país, resolveu dar o prêmio de "Brasileiro do ano de 2016'' para Michel Temer. Isso mesmo que você leu, Michel Temer.

Temer já foi citado até como parte de um esquema para abafar a Lava Jato, porém a IstoÉ o escolhe como "Brasileiro do ano de 2016" (Foto: http://piaui.folha.uol.com.br)

  Não vou nem entrar no mérito do polêmico impeachment, que para alguns foi golpe e para outros salvação, mas o que se sabe é que desde o final do ano passado Michel vinha preparando terreno nos bastidores para assumir a presidência, o que foi uma atitude de baixeza sem tamanho, pois o PT sozinho estava se matando.

Temer é "Brasileiro do Ano de 2016" pela
IstoÉ
(Foto http://piaui.folha.uol.com.br)
  Então quando conseguiu seu objetivo maior simplesmente morreu. Não fez nada de significativo a não ser criar projetos como a reforma previdenciária e a PEC dos gastos, que independente do resultado, teriam de ser discutidas por mais tempo com a sociedade devido ao impacto de ambas. Principalmente para os mais pobres.

  A corrupção não começou em seu governo, porém seis de seus ministros já caíram por problemas com a lei ou atitudes antiéticas, e o presidente nada fez. Seus ministros saíram por pressão popular, pois ele como presidente agiu que nem a antecessora Dilma, mão demitiu ninguém, não se impôs e não mostrou habilidade política em nenhum dos casos.

  O seu partido PMDB, do qual também é presidente, já teve dois políticos que presidiam casas legislativas tirados do poder pelo STF.

  Seu partido já esteve fortemente envolvido em gravações que sugeriam tentar 'abafar" a operação Lava Jato. Nessas mesmas gravações o nome de Temer aparecia associado a operação abafa.

  Foi acusado de intervir diretamente na situação do imóvel embargado de Geddel Vieira Lima, um dos ministros que pediram para sair.

  Seu desgaste é tão grande que o PSDB já articula uma possível eleição indireta para presidente em 2017.

  E mesmo com tudo isso ganha o prêmio de "Brasileiro do ano de 2016"?

  Parece que a IstoÉ tornou-se uma revista de humor. E, diga-se de passagem, de muito mau gosto, pois debocha de um país inteiro arruinado por péssimos governantes que nem Michel Temer.


Revista IstoÉ joga 40 anos de história no lixo ao escolher Michel Temer como "Brasileiro do Ano de 2016".
(Foto: marcoeusebio.com.br)
 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas