Protestos desse domingo acabam expondo divisões que enfraquecem os movimentos populares

Protestos desse domingo expõe divisões que enfraquecem os movimentos populares (Foto: Twitter Estadão)


  O domingo foi marcado por protestos pelo país contra a corrupção e contra as medidas que visam frear a operação Lava Jato. Porém cercado de polêmicas o movimento parece não ter legitimidade e união suficientes para assustar e pressionar os políticos.

  Primeiro que o movimento não aceita partidários do "Fora Temer". Querendo ou não, todos tem de aceitar que as manobras anti Lava Jato começaram a ocorrer depois que Temer chegou ao poder. Temer parece ser um presidente de papel, não faz nada pela economia e nada contra a corrupção. Falta de ação do Temer também é um dos responsáveis por isso tudo que está acontecendo.

  Segundo que não queriam pessoas de esquerda na manifestação. Se a manifestação é contra a corrupção porque as pessoas de esquerda não podem participar? Independente do que fizeram para apoiar Dilma, a esquerda ainda é forte e reúne uma parcela grande da população que também é contra a corrupção. Sem contar que os políticos que mais agem contra a lava jato na Câmara e no Senado não são de esquerda.

  Ficar dividindo o movimento apenas enfraquece-o. A luta contra a corrupção tem de ser de todos, se começarem a impedir esse ou aquele fica parecendo que não querem dividir os louros em uma possível vitória dos protestos. O movimento é contra a corrupção ou será usado para criar novos líderes?

  Infelizmente isso tudo acaba com a vontade do brasileiro participar, pois rapidamente o movimento cai em descrédito. Afinal quantas vezes vimos pessoas que se diziam a favor do Brasil, nesses movimentos populares, chegarem ao poder e simplesmente virarem as costas para o povo?

  Esses falsos messias estão acabando com o poder das manifestações de rua, que era o que nos restava para protestar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas