Temer mantém o ministro Geddel no governo e com isso mantém práticas dos governos anteriores

Mesmo depois da acusação de tráfico de influência, Temer mantém Geddel como ministro


  Parece que o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero pediu demissão em vão. Ele tomou tal atitude por causa da pressão que sofria do ministro Geddel Vieira Lima para liberar a obra de um prédio em Salvador, embargada por um órgão ligado ao Ministério da Cultura.

  O ministro Geddel garante que conversou com o ex-ministro, mas sem pressiona-lo. O mesmo tem tanto interesse na obra porque tem um apartamento comprado no prédio embargado e o empreendimento é de alto padrão, ou seja, o ministro tem um interesse financeiro na obra.

  O que impressiona é o fato de Temer mantê-lo no cargo. Afinal Temer dizia que seu governo seria diferente dos governos do PT, porém age da mesma forma, mantendo nos cargos políticos suspeitos de corrupção.

  É óbvio que a conversa não foi tranquila como Geddel afirmou. Ele tem um "dinheirão" investido no tal prédio e alguém acha que ele não vai fazer de tudo para não perder esse dinheiro? E evidente que ele pressionou o ex-ministro, até por ter mais poder que o ministro da Cultura.

  Pelo jeito tudo continua igual no Palácio do Planalto...
Postar um comentário

Postagens mais visitadas