Rede Globo vinha desrespeitando Jô Soares há um bom tempo

Jô Soares já vinha há tempos sendo desrespeitado pela Globo (Foto Carol Caminha/Gshow)


  A Rede Globo vem mudando sua postura ao lidar com os artistas. E um caso bem latente é o de Jô Soares e o fim do seu "Programa do Jô".

  Tudo começou antes mesmo de Jô adoecer no ano passado. Apesar do apresentador seguir a frente do programa e estar vivo, a Globo já agia pelas costas para encontrar seu substituto. Falaram em Fabio Porchat, em Marcelo Adnet e mais a frente Pedro Bial (o último será o substituto de Jô no horário em 2017), ou seja, o apresentador adoeceu e a Globo já o tratava como um morto fazendo tua pelas costas do mesmo.

  O desrespeito seguiu com o desmantelamento do programa. Diminuíram sua duração, seu espaço físico e até o tradicional sexteto que virou um quarteto. Quem assiste TV na madrugada costuma ser muito tradicional nos seus hábitos, e muitas vezes, mesmo sem ser do jeito que gosta, o telespectador da madrugada segue assistindo o programa por costume ou por afeição aos integrantes. Tirar os membros da banda foi um erro gigantesco e mudar o programa sem, necessariamente, ajuda-lo a melhorar, também foi outro erro. Ficou que já estavam matando o programa, antes do seu fim propriamente dito, e que o mesmo tornou-se um peso para a emissora.

  Há tempos vinha falando sobre o programa, que o mesmo já não tinha o mesmo ritmo e a mesma graça do passado, porém a forma como a Globo conduziu as coisas foi desrespeitosa. Afinal Jô tem uma longa história na Globo, segundo que sempre foi da turma de primeira linha da emissora e terceiro que mesmo sendo ameaçado diversas vezes, sempre manteve a liderança na audiência. Como que de uma hora para a outra a emissora o trata como se fosse "pouca coisa"?

  Tudo bem que é uma empresa, mas mesmo empresas sem tradição dão certa importância para seus funcionários antigos, ou será que a Globo pretende abandonar o Jô, como fez com Chico Anysio, ou pretende deixa-lo na geladeira, que nem faz com o Didi, dos "Trapalhões"?

  Seja qual a for a resposta, o desrespeito ficou muito latente e não tem como ser contornado
Postar um comentário

Postagens mais visitadas