Agressões contra repórteres da Globo, em frente a Alerj, só pioram a imagem dos manifestantes

Caco Barcellos é agredido pelos manifestantes em frente a Alerj (Foto: Rerodução/Rede Globo)


  Agora à tarde o repórter da TV Globo, Caco Barcellos, foi agredido por manifestantes em frente a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Pela manhã outro repórter da emissora também havia sido agredido pelos manifestantes. A pergunta que fica é, para que isso? O que os manifestantes ganharam com isso?

  Que a Rede Globo tem um histórico polêmico na forma de retratar os movimento sociais nós sabemos, mas agredir os repórteres apenas fortalece e dá argumentos para os que são contra todo e qualquer movimento social.

  Nessas horas os manifestantes tinham que gritar em alto e bom som suas ideias e o que reivindicam para dificultar a edição das imagens e assim forçar a emissora para que mostre o que realmente os manifestantes querem.

  Agredir os profissionais só faz piorar a imagem perante a sociedade, que já vê todo e qualquer funcionário público como vagabundo e todo e qualquer protesto como reunião de arruaceiros.

  Se contar que independente de ser Caco Barcellos, ou seja lá quem for, é um funcionário e segue as ordens da emissora que trabalha. Agredi-lo não atinge em nada a emissora.

  Sem contar que está na hora de amadurecermos. Se a Globo tem um posicionamento a direita, ela tem esse direito, da mesma forma que tantos outros veículos tem um direcionamento a esquerda. Até poderíamos debater o fato da emissora não assumir isso, mas ela está no seu direito. E se a pessoa se deixa dominar pelo posicionamento do canal é porque quer, tem vários veículos de comunicação ligados a esquerda na internet, nos jornais, etc...

  Nessa guerra de direita e esquerda, como em todas, a maior vítima é a verdade.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas