Câmara dos Deputados cuida do trabalho infantil na TV, mas da exploração do trabalho infantil não

Enquanto a Câmara se preocupa com as crianças na TV, outras vivem assim (imagem/reporterbrasil.org.br)


  A Câmara dos Deputados está debatendo seriamente o trabalho infantil na TV. Alguns deputados defendem a proibição e outros querem que o trabalho infantil seja regulamentado porém com uma série de regras, dentre elas o depósito de parte do salário em um poupança no nome da criança. Tudo isso seria sensacional se o Brasil fosse um país decente, aonde não tivéssemos tantas crianças em trabalho escravo e passando fome.

  Querem impedir que crianças trabalhem em um emprego leve como são os relacionados a televisão. Essas crianças geralmente estudam e trabalham tranquilamente, sem o menor problema. Quando são exploradas, são pelos próprios país, mas não pelas emissoras.

  Porque a Câmara não se preocupa com as crianças que moram na rua? Que estão no mundo do crime? Sendo escravizados? Passando fome? Porque o que eles buscam é visibilidade, não solução.

  Essa questão envolvendo as crianças na televisão é antiga e serve para muitos políticos se exibirem e fingirem que estão fazendo algo. Pois todo ano essa discussão aparece e nada muda, nem com as crianças na TV e nem com as crianças que vivem em condições desumanas.

  E como tudo pode piorar o deputado Jean Wyllys quer aumentar a idade minima para trabalhar de 14 para 16 anos, ou seja, o adolescente pode se drogar, beber, praticar crimes e serem usados pelo tráfico, mas não podem trabalhar.

  Claro que trabalho não é a melhor solução, mas o governo não oferece segurança e estrutura para que os jovens ocupem o tempo que lhes sobra quando não estão na escola, o que na adolescência é o tempo que pode destruir a vida de um jovem. Então o melhor é que os deixe trabalhar e ai sim regulamentem as condições em que eles podem trabalhar.

  Se continuar assim nossos queridos deputados estão começando a criar os marginais da próxima geração, fazendo com que a sociedade perca cada vez mais o seu rumo. As crianças que trabalham na televisão são só a ponta de um iceberg, e é na base o problema que os políticos tem de trabalhar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas