Marta Suplicy libera R$ 2,8 milhões para desfile de moda através de lei que era para favorecer o povo

  Tinha que ser a "relaxa e goza". A nossa ministra da cultura, Marta Suplicy, agiu efetivamente para que um estilista brasileiro conseguisse, através da Lei Rouanet, 2,8 milhões de reais para um desfile de moda em Paris. A decisão da ministra não podia ser pior e mais vergonhosa.

Marta Suplicy cria o "Bolsa Estilo" (divulgação)
  Pra começar vamos ver o que é a "Lei Rouanet";

"A Lei Rouanet permite que empresas ou pessoas físicas recebam isenção fiscal, direcionando parte do Imposto de Renda devido por elas a eventos ligados à cultura, desde que esses eventos tenham alguma forma de acesso ou participação popular"

  Um desfile elitista em Paris para 300 pessoas se inclui nessa definição do objetivo da lei?

  NÃO!!!

  Como tudo pode piorar, ela ainda tentou se justificar com a seguinte afirmação;

“O Brasil luta há muito tempo para se introduzir e ter uma imagem forte na moda internacional. Essa oportunidade tem como consequência o incremento das confecções e gera empregos. E é um extraordinário 'soft power' no imaginário de um Brasil glamouroso e atraente”

  Em um país aonde as pessoas não tem acesso a coisas básicas como educação, saúde e segurança, você acha que tem algum significado o suposto "soft power" citado? De que forma esse desfile irá melhorar a vida dos brasileiros?

  Isso mostra que nossos políticos estão cada vez mais distantes dos desejos do povo. Trabalham para coisa alguma, pois esse desfile só ajuda o estilista e ninguém mais.

  Será que a moda vai se tornar item básico do dia dia do brasileiro?

  Eu acho que o estilista se beneficiou do novo programa do governo chamado "Bolsa Estilo". Esse programa visa a ajudar quem não precisa de ajuda a conseguir mais dinheiro e fama a quem já tem.

  "Brasil, um país de poucos"
Postar um comentário

Postagens mais visitadas