Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr., morreu em um estado lamentável

O pior na morte de Chorão foi a forma degradante em que ele estava. (unitmagazine.com)


  Foi encontrado morto em sua cobertura o vocalista da banda Charlie Brown Jr., Chorão. O cantor tinha 42 anos e pode ter sido vítima de overdose. Mas o que mais impressionou, na morte do cantor, foi o estado degradante em que ele estava vivendo.

  No apartamento dele havia marcas de sangue, o que indica que ele possa ter tido um surto e esmurrado os móveis, machucando-se. Sem contar que o imóvel estava em um estado degradante tanto em matéria de organização, como de higiene. Latas, garrafas, embalagens de medicamentos e um pó misterioso estavam espalhados pelo apartamento.

  A ironia é que apesar das condições tratava-se de uma cobertura.

  De acordo com depoimentos Chorão estava em depressão devido ao fim do casamento de mais de 15 anos. Sonia Abrão, prima do cantor, declarou que ao falar com ele há 7 meses atrás notou que ele não estava bem e que reclamava de solidão.

  Porém independente da causa de tal depressão, é mais um artista que morre de forma bem diferente do que se espera de uma pessoa famosa. Solitário, depressivo e envolvido com drogas.

  Que ele sirva de exemplo para muitos. Chorão teve fama e dinheiro, porém morreu sozinho e em condições terríveis, principalmente por não procurar ajuda médica (declarava que sua terapia era o palco) e pelo uso de drogas, que invariavelmente acabam matando qualquer um. Se tornou mais um artista que entrou para a trágica lista que tem Whitney Houston, Janis Joplin e Jimi Hendrix como nomes de destaque.
2 comentários

Postagens mais visitadas