Chipre, gargalos para as exportações, Marco Feliciano e uma semana que promete

  A semana começou bem, MUITO BEM, e em alguns tópicos mostramos o que é, e será, assunto nessa semana.

  O pastor Marco Feliciano tenta mostrar força mas não consegue. Está cada vez mais isolado e sua renúncia é questão de dias. MAS CADA DIA QUE ELE FICA JÁ É UM DESAFORO PARA QUALQUER SER VIVO QUE RACIOCINE.

  O Chipre é um lugar de pequenas dimensões, porém multiplica seu tamanho ao derrubar as bolsas do mundo todo. Seu acordo de salvação pode prejudicar os correntistas, que perderam parte de seus dinheiro caso tenha mais de 100 mil Euros depositados. SERÁ QUE O MÉTODO COLLOR CHEGOU NA EUROPA?

No Chipre estão fazendo que nem o Collor. Tirando dinheiro de quem junta para tapar as merdas do governo (Jonh Thys/AFP)


  Já chega a mais de 60 km a fila de caminhões esperando para descarregar a supersafra de 2013 no Mato Grosso. Lendo isso notamos que se o Brasil não produz, prejudica-se pela quebra na safra, se produz prejudica-se por não poder escoar a produção. Em Paranaguá a situação é outra, porém igualmente caótica, não há filas de caminhões e sim de navios. Alguns esperam até 40 dias para poder atracar; É ASSIM QUE QUEREMOS CRESCER?

Dilma foi na missa, mas evitou os protestos
em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro
(Tasso Marcelo/Estadão Conteúdo)
  Dilma foi a uma missa em homenagem aos mortos nas chuvas de Petrópolis, no Rio de Janeiro, mas como todo bom político entrou por uma porta lateral afim de evitar os protestos que haviam na frente da igreja. MUDAM OS PARTIDOS E AS PESSOAS, MAS A CAPACIDADE DE FUGIR DA REALIDADE É A MESMA.

  Boa semana a todos. SE POSSÍVEL CLARO.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas