Tragédia em Santa Maria já era anunciada

Incêndio em boate de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, era uma tragédia anunciada. (Germano Roratto/Especial)


  Uma imensa tragédia aconteceu nessa madrugada na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Uma boate com cerca de 2000 pessoas incendiou-se devido ao uso de um equipamento pirotécnico por parte de uma banda que se apresentava no local, o fogo espalhou-se rápido e até o momento estão confirmadas 245 mortes no local. Apesar da surpresa de todos nós, se olharmos os detalhes da tragédia veremos que era questão de tempo para que isso acontecesse.

  Pra começar o uso de equipamento pirotécnico não poderia ser feito em local fechado. A banda que usou uma espécie de sinalizador, que incendiou a cobertura acústica, já deveria usar tal equipamento há muito tempo, e ninguém da banda ou dos donos do local deve ter proibido ou restringido tal equipamento. Cedo ou tarde iria causar um incêndio.

  Apesar do grande tamanho da boate só havia UMA porta para a saída do público, apesar do tamanho do local. Diversos corpos foram encontrados empilhados perto dessa saída e ficou claro que tal saída não daria conta.

  De acordo com os bombeiros o local comportaria apenas mil pessoas, porém na noite da tragédia haviam 2 mil pessoas, ou seja, mesmo que houvessem saídas que comportassem o número previsto de pessoas (mil) muitas ainda morreriam por causa da superlotação.

  A falta de fiscalização por parte da prefeitura também foi fundamental. Na boate não havia uma brigada de incêndio, não havia pessoal preparado e não havia saídas suficientes. Quem liberou o funcionamento da boate?

  Além de todos esses fatores que já seriam suficientes para causar essa tragédia, ainda temos o fator humano. Testemunhas dizem que os seguranças trancaram a saída das pessoas, provavelmente para não deixar as pessoas saírem sem pagar, e taxistas que estavam parados em frente a boate também obstruíram a saída das pessoas para não perder corridas, ou seja, mesmo em uma tragédia dessas ainda tem gente que pensa primeiro no dinheiro e depois nas pessoas.

  Tomara que essa tragédia sirva para evitar outras. Pois a falta de fiscalização e de preparo das pessoas envolvidas foi decisivo para que o número de mortos fosse tão grande.

  E vamos esperar pela investigação da polícia que irá apontar os culpados. Até porque foi uma junção de fatores que causaram as mortes, portanto não há somente 1 culpado, há vários.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas