Senado aprova regras mais rígidas para a "Lei Seca". Até que enfim

Senado aprova regras mais rígidas para a "Lei Seca" (sindivapa.com.br)


  O Senado aprovou algumas medidas que tem como objetivo aumentar a eficácia da "Lei Seca" e possibilitar uma diminuição no número de mortes causadas por motoristas que ainda insistem em beber. As novas regras possibilitam que testemunhas e vídeos possam ser usados contra motoristas que se recusarem a fazer o bafômetro e aumenta bastante as multas que podem chegar a R$ 3.830,80 em caso de reincidência. Mas será que dará certo?

  Para que dê certo é necessário que haja um bom embasamento jurídico para evitar que esses bêbados possam recorrer infinitamente e assim se safarem das punições.

  Também é necessário que haja uma fiscalização eficiente e constante. Não adianta fazer uma blitz hoje e outra daqui há 1 mês. Se puder ser todo o dia e em todos os lugares seria genial, mas sabemos que não há estrutura para isso. Portanto ela tem de ser durante todo o fim de semana e perto de bares e casas de show, o que aumenta a chance de pegar esses irresponsáveis.

  E para aqueles que vão reclamar dizendo que isso é só para arrecadar dinheiro, tenho de lembra-los que as multas só serão aplicadas para quem beber e dirigir, ou seja, aqueles que são os alvos das operações da "Lei Seca", somente para esses. Já para a turma que diz que é melhor investir em educação para o trânsito do que em multas, digo-lhes que isso não adianta. O motorista brasileiro é mal educado e irresponsável desde sua origem e se não dói no bolso ele não muda seus hábitos, portanto calem-se.

  Vamos esperar por essas medidas que tanto esperávamos, mas enquanto isso assine a petição pública do site "Não Foi Acidente" para piorarmos ainda mais a situação dos que bebem e dirigem. Pois esses animais não podem ter o direito a liberdade quando assumem o risco de matar outras pessoas.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas