Presidente do Comissão de Ética Pública renuncia ao cargo e mostra que o governo não gosta de investigações sérias

Renúncia de Sepúlveda Pertence mostra que a Comissão de Ética Pública foi aparelhada pelo PT (STF)


  Sepúlveda Pertence, ex-ministro do STF, pediu para sair do cargo de presidente da Comissão de Ética Pública depois que empossou dois novos membros indicados pela presidente Dilma.

  O ex-ministro declarou que deixa o cargo devido a uma "mudança radical" na comissão. Também reclamou que dois indicados seus não tiveram o mandato renovado pela presidente.

  É essa comissão que analisa a conduta dos políticos, e que por diversas vezes foi dura com os ministros da presidente envolvidos em denúncias de corrupção, chegando a pedir a demissão de um deles.

  Portanto isso mostra que o Governo Federal não gostou do fato da comissão trabalhar com seriedade, sinceridade e honestidade, características não apreciadas pelo PT desde o governo Lula.

  A saída de Pertence deixa claro que já não podemos contar com essa comissão no combate a corrupção, porque ela já está tomada pelos "companheiros" do partidão.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas