Neymar crucificado na capa da revista Placar é uma falta de respeito com todos que raciocinam

Não sei o que é pior, se é comparar Neymar a Jesus ou dizer que ele é injustiçado? (divulgação)


   A revista "Placar" em busca de polêmica gratuita colocou em sua capa o jogador Neymar crucificado, igual a Jesus Cristo, para dizer que as críticas a ele são injustas. O problema é que ficou de um mau gosto sem tamanho e mostrou a que ponto pode chegar a imprensa brasileira por causa de personalidades medíocres e suas entrevistas exclusivas.

   Primeiro que o mau gosto começa ao comparar Neymar a Jesus Cristo. Se jesus soubesse que tal pseudocelebridade existiria talvez não tivesse se deixado crucificar.

   Segundo que, realmente, Neymar merece o apelido de "cai-cai". Ele representa o que tem de pior no futebol brasileiro que é a catimba, ou cair para fingir falta. Simples, não tem nada de injustiça.

   Sem contar que tudo isso junto virou um desastre e acabou desmoralizando uma revista importante no mundo do esporte.

   Neymar é um guri bobo, que joga muito pouco se for comparado com jogadores de real talento e que é mais celebridade que esportista. Ele aparece mais por causa das polêmicas do que pelo seu futebol.

   Então compara-lo a Jesus Cristo e dizer que ele é um injustiçado é uma falta de respeito com todos os brasileiros que tem um pingo de bom senso.

   A revista, infelizmente, deve ter feito isso para garantir entrevistas exclusivas com ele.

   Tudo pelos negócios...
Postar um comentário

Postagens mais visitadas