Mais uma vítima da criminalidade, somada a uma polícia despreparada, morre em São Paulo

Cláudia foi mais uma vítima da nossa incompetência frente a criminalidade (Fabiano Rocha/ O Globo) 


  Cláudia Lago de Souza, de 33 anos, morreu depois de ser alvejada no abdome em meio a uma troca de tiros entre a polícia e um bandido que a usou como escudo humano em um posto de saúde. Ela havia ido ao local para que seu filho fizesse uma consulta médica e de lá não voltou mais.

  Em 15 dias a polícia irá saber se o tiro que a matou partiu de um policial ou de um bandido. Mas de que adianta saber?

  A morte dela resultou de uma série de fatores que somados só podiam terminar em tragédia. Local público sem segurança adequada (posto de saúde), criminalidade sem controle e polícia completamente despreparada são apenas os fatores diretos que culminaram com a morte dessa pobre mãe que foi levar o filho no médico.

  Saber se a bala partiu do bandido ou do policial não a trará de volta e nem vai melhorar nada nessa história que se repete dia a dia.

  E o pior é saber que a morte dela foi em vão. Pois vai continuar tudo da mesma forma.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas