Falta do cinto de segurança causou a morte da ginasta Eduarda Mello Queiroz, de 17 anos, no Espírito Santo

Ginasta Eduarda Mello morreu por falta do cinto de
segurança (reprodução/Facebook)
  A ginasta Eduarda Mello Queiroz, de apenas 17 anos, morreu após o veículo em que estava capotar várias vezes até bater em uma árvore, na BR-262.

  A ginasta estava com dois amigos no carro e não resistiu aos ferimentos causados pelo acidente.

  Dos três que estavam no carro somente Eduarda morreu. O motorista está internado em estado grave e a outra menina não se machucou no acidente.

  A morte fica mais dramática quando analisamos que poderia ter sido facilmente evitada. A menina que não se machucou era a ÚNICA que usava o conto de segurança.

  Eduarda e o motorista estavam sem o equipamento de segurança e isso foi decisivo para que a ginasta morresse e o motorista esteja entre a vida e a morte em um hospital.

  Toda essa tragédia causada pela velha mania de não usar o cinto de segurança. Desolador.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas