Traição de Kristen Stewart contra Robert Pattinson é mentira

   Nas últimas semanas não se falou em outra coisa que não fosse a traição da queridinha do filme Crepúsculo contra seu namorado Robert Pattinson, também ator do filme. Mas se nós analisarmos os principais pontos dessa história fica evidente é armação ou não está bem contada.

  Analisem comigo.

    As fotos da traição - Como pode uma atriz, que sabe que é seguida por todos os cantos pelos fotógrafos, se deixar fotografar com o amante em um ambiente público a céu-aberto? Tudo foi muito bem planejado para que o flagra acontecesse. Sem contar que um casal de namorados se encontram e não dão nenhum beijo? Ah teve um beijo infantil dentro do carro? Interessante.

As próprias fotos mostram a armação da traição de Krsten Stewart contra Robert Pattinson, ambos do filme Crepúsculo (R7) 


    Coincidências profissionais - Pattinson vai lançar um filme em breve, Cosmopolis, e isso lhe dá uma divulgação imensa para seu novo trabalho. Sem contar que para ela a coisa não foi ruim, pois o diretor com quem ela se envolveu a conheceu em um outro trabalho solo dela e obviamente isso fez com que o filme (Branca de Neve e o Caçador) se tornasse um dos mais falados nos últimos dias.

    Final de um namoro fictício - Moram juntos e vivem apaixonados trocando juras de amor. Quem garante? Nós sabemos que o mundo de Hollywood pode ser ficcional fora dos estúdios e um namoro entre os dois renderia bastante assunto, e publicidade, entre um filme e outro. Mas como dar um fim a esse falso romance de forma que chamasse bastante a atenção? Uma traição. Essa traição vai ser um assunto que pode persegui-los para a vida toda trazendo-lhes algumas dores de cabeça, mas também divulgação certeira.

   Padrões de comportamento atuais - Muitos podem se perguntar porque, se foi tudo armado, colocar ele como o traído e ela como a mulher má? Simples, por causa dos novos padrões culturais. Se fosse na década de 60 seria o contrário, pois o homem tinha que ter a imagem de canalha e a mulher de boa esposa, mas hoje um homem traído desperta compaixão de milhares de mulheres e apoio de homens que se sentem vítimas das mudanças comportamentais. Já uma mulher infiel representa a vingança das mulheres depois de anos relegadas a um papel de submissão e abandono. Sem contar que uma mulher infiel desperta o desejo dos homens que dizem, se fosse comigo, ela não precisava trair, porque eu dou conta.

  Talvez a gente nunca saiba a verdade, mas vendo o que as pessoas são capazes de fazer por 15 minutos de fama, acredito que seja tudo armado. Muito bem aramado.
1 comentário

Postagens mais visitadas