IDEB mostrou que somos capaz de melhorar. Agora temos de olhar pro Ensino Médio

IDEB mostrou que melhoramos, mas ainda temos um longo caminho pela frente (imagem/tribunadaconquista.com.br)


  O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) mostrou que os estados, apesar de todas as dificuldades, conseguiram alcançar as metas estabelecidas para os anos iniciais (1º ao 5º ano) e uma leve melhora do 6º ao 9º ano, porém a piora ficou visível no Ensino Médio. Apesar de terem alcançado a meta, nove estados tiveram uma piora em relação ao ano de 2009.

  Se você notar as médias pioram depois do 6º ano, que é quando aumenta a evasão de alunos das salas de aulas por várias razões. Como a criança cresce e vira um jovem, muitas vezes começa a trabalhar e a gente sabe que dependendo da localidade ou do serviço fica impossível do jovem conciliar as duas coisas.

  Apesar da melhora nos índices é notável que a melhora na educação brasileira passa não só pela sala de aula, mas também envolve as questões sociais e regionais de cada estado.

  E nós sabemos que os problemas sociais são bem amplos no país e isso é, sem sombra de dúvida, um entrave não só para a educação, mas para todos os setores da sociedade.

  O governo está fazendo sua parte, mas ainda há um longo e tortuoso caminho pela frente. Tem que investir mais no Ensino Médio, oferecendo mais escolas, materiais gratuitos, como livros e salários melhores aos professores para que a carreira seja mais valorizada, já que a falta de professores é outro problema sério.

  Mas como o assunto vem sendo tratado com alguma seriedade pelos governos acho que em mais alguns anos teremos uma melhora significativa na educação.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas