Ronaldo chefe e estádios impagáveis. Essa é a Copa de 2014 com nosso dinheiro

(imagem/diariosp.com.br)

  Que a Copa do Mundo de 2014 virou uma bagunça nós já sabíamos, mas não sabíamos que seria tanto.

  Por último transformaram Ronaldo "Fenômeno" em presidente do Comitê de Organização Local (COL) para organização da Copa. Uma manobra para que Ricardo Teixeira saia dos holofotes durante um tempo até que a enxurrada de denúncias contra ele acabem.

  Ronaldo obviamente aceitou, mas o que eu pergunto é precisa isso?

  A questão não é dinheiro, e sim qualidade de atuação. Ronaldo anda mais preocupado com empresários que relembram seu passado com os travestis, do que com a Copa em si, e para essa função precisave ser alguém com competência, e não que tenha uma boa imagem frente ao povo brasileiro, que por sinal financia as obras.

  E tem mais. De acordo com Cosme Rímoli, do R7, Ronaldo e Teixeira já foram inimigos declarados e agora estranhamente vão trabalhar juntos. Porquê? Será que é por causa do dinheiro?

  Outro dado mais assustador remete a coluna de André Forastieri, também do R7, e diz respeito ao retorno financeiro dos estádios que estão sendo construídos. De acordo com o colunista O Arena da Amazônia em Manaus e o Mané Garrincha em Brasília levarão respectivamente 198 e 167 anos para pagar o que foi investidos neles. Um horror para um país que não tem hospitais, escolas, estradas e segurança pública.

  Pessoal eu venho alertando e ninguém está prestando atenção, essa Copa vai ser uma porcaria do ponto de vista financeiro para o país. E quem perde é o povo que paga a conta.

  Prestem atenção pessoal.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas