Agora quem apronta é o ministro do trabalho

jeancarlopa.blogspot.com
  O ministro do trabalho Carlos Lupi foi envolvido em denúncias da revista "Veja", de forma indireta, pois ainda não há comprovação de sua participação. Algo bem diferente do que aconteceu com Orlando Silva ex-ministro do esporte.

  Mas o ministro em vez de ficar calado e apenas se defender, já que sua situação não é complicada, Lupi resolveu "cantar de galo" na imprensa e acabou se prejudicando.

 Em uma entrevista ele declarou que só sai do cargo "abatido à bala" e essa frase de quem se acha todo poderoso, acabou saindo pela culatra. Muitos viram a frase como uma afronta a presidente Dilma.

  O PDT por sua vez, defendeu Lupi e disse que ele se referiu aos seus inimigos e não a presidente Dilma, a quem cabe exclusivamente escolher seus ministros, mas também, vendo que não pegou bem e temendo que Lupi seja mais um na "faxina ética" do governo, o partido ameaçou que, caso o ministro caia, sairá da base do governo.

  Por enquanto Carlos Lupi fica no cargo. Pelo que parece a presidente não pretende "derruba-lo à bala". só o que não se sabe se é por presumir a inocência dele ou ter medo da ameaça do PDT, mas que fica, fica.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas